QUEM ESTÁ NO COMANDO?

Estamos vivendo numa época de grandes transformações, saindo de uma fase infantil, na qual nos habituamos a tudo receber… Por isso somos tão dependentes de líderes espirituais, de psicólogos, psiquiatras e demais profissionais que lidam com a psique humana.

Esta nova fase que está começando a se manifestar caracteriza-se por uma maior participação de nós mesmos em nossos comandos interiores.

Quem está no meu comando? São as minhas emoções, meus condicionamentos? São as orientações externas que circulam em minha mente? São os circunstantes ou circunstâncias?

Este é o momento de começarmos a sempre fazer a nós mesmos a pergunta:

QUEM ESTÁ NO MEU COMANDO?

E, no momento seguinte, afirmar:

EU ESTOU NO MEU COMANDO.

Mas essa afirmação deve ser feita com plena participação da alma, buscando nas profundezas do espírito a centelha divina que ali habita, e com essa energia e essa luz assumir o comando de si mesmo, de tudo que diz respeito ao próprio psiquismo e à própria vida.

E assim, na posse total de si mesmo, orientado pela “centelha divina”, começar a transformar medo em confiança; ansiedade em serenidade; irritação em paz interior; raiva em benevolência; orgulho e arrogância em sentimentos de gratidão; desamor em amor, etc.

Experimente colocar-se numa atitude de autocomando, assumir uma postura condizente de força e equilíbrio interior, e olhar para a vida de frente, sem medo, vendo nela o caminho do seu crescimento como ser cósmico que é.

Saara Nousiainen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo