Progresso Espiritual

Correspondências cruzadas

Ou Mensagens Complementares, é um dos fenômenos que possibilitaram as mais plenas comprovações da existência e comunicabilidade dos espíritos.


Tratava-se de comunicações obtidas pela “escrita automática”, ou seja, quando o médium não sabe o que sua mão está escrevendo, e por médiuns diferentes, geralmente distantes uns dos outros. Cada comunicação se apresentava cheia de lacunas, quase sempre ininteligíveis quando isoladamente apreciadas, mas, quando reunidas como as peças de um jogo de paciência, o quadro estava perfeito. Os médiuns não tinham qualquer comunicação entre si, muitos habitavam cidades diferentes e nem se conheciam. E, de um modo geral, as mensagens quase sempre foram entregues ao mesmo tempo.

Conforme Sir Oliver Lodge “A finalidade dos espíritos, nesses esforços engenhosos e complicados, é evidentemente o de provar que esses fenômenos são obra de inteligências bem definidas, distintas da de qualquer um dos médiuns. A transmissão por fragmentos de uma mensagem ou de um trecho literário ininteligíveis para cada um dos escreventes, tomada isoladamente, exclui a possibilidade de uma comunicação telepática entre estes.”
As primeiras experiências tiveram início em Londres, na Inglaterra, no dia 17 de dezembro de 1906 e se estenderam até o dia 2 de junho de 1907. Sete médiuns psicógrafos tomaram parte.

.

OBS. O texto completo se encontra na íntegra no livro “O que acontece depois da Vida”, que dá suporte a este Projeto e está disponível no site da Amazon, a preços irrisórios, porque a este Grupo só interessa que esses conhecimentos alcancem a quem deles possa se beneficiar:

Em português: O que acontece depois da Vida; em espanhol: Lo que ocurre después de la Vida, e de forma simplificada em: Nós e o Mundo Espiritual

Rolar para o topo